Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011
VER MORRER EM NAMBUANGONGO

Na noite escura, um estrondo .Não valia a pena consultar o calendário a fim de saber qual a localidade que estava em festa ou quem deitava foguetes. Não, nao havia em Nambuangongo tempo nem lugar para festas ou romarias.
Aguardamos as primeiras informações e elas nao tardaram. Uma Fazenda, a escassas dezenas de quilómetros, estava sob fogo inimigo. Creio que não era costume a infantaria socorrer os vizinhos durante a noite ; se a artilharia o pudesse fazer, tanto melhor.
Continuamos na expectativa. Foi então que irrompeu no nosso reduto um Land Rover. Aos solavancos pela picada,(caminho de terra), um dos membros da guarnição que protegia a plantação de café fez o trajecto até ao nosso quartel com um ferido na carroçaria do seu veiculo na esperança que o nosso médico o pudesse salvar.
Na companhia de alguns colegas dirigi me à enfermaria. Numa cama, ainda com os olhos abertos, jazia já , um corpulento homem de cor. O ventre aberto expunha um monte de vísceras. E indescritível o que se sente em tais circunstancias. O médico tateava lhe o que restava intacto da barriga enquanto o Comandante do meu pelotão, observava num tom que parecia uma suplica: estes tipos são muito resistentes; ao que o doutor respondia com um lacónico “não”. Esgotavam se as esperanças.
Já o enfermeiro lhe aplicava uma injecção certamente a fim de que ele sofresse o menos possível. Quando se entrava na antecâmara da morte, o premio era uma injecção de morfina. Nas palavras do meu Chefe de pelotão, entrevi o desejo de que algo de “impossível” fosse tentado, mas era já tarde .
Tive vontade de pegar na arma, correr para a mata e gritar: saltai para aqui, filhos da p… que eu f…vos os c…
Não havia nada a fazer; esperar secretamente que na noite seguinte não fosse a nossa vez e já era bastante. Em Nambuangongo acontecia os vizinhos virem pedir caixões para os seus mortos ; daquela vez não vieram.

António Sequeira Leitão



publicado por bcac3869 às 20:59
link do post | favorito

links
links
blogs SAPO